Cabecalho-Logo_CCN_ICOMOS_BR_Fort.png

Sobre

About

Apresentação

Presentation

O ICOMOS, International Council on Monuments and Sites, é uma organização não governamental global, fundada em Veneza, Itália, em 1964. O Comitê Brasileiro do ICOMOS, foi fundado em 1978 no Rio de Janeiro. A sua missão é promover a conservação, a proteção, o uso e a valorização de monumentos, sítios urbanos, naturais e rurais, paisagens e o patrimônio imaterial. O ICOMOS é o organismo consultor do Comitê do Patrimônio Mundial para a implementação e gestão da Convenção do Patrimônio Mundial da UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura. O ICOMOS Internacional reúne cerca de 11 mil membros individuais, profissionais e pesquisadores especialistas, e 271 membros institucionais em 151 países. Possui 107 comitês nacionais e 28 comitês científicos internacionais de temas especializados nas mais amplas áreas do patrimônio cultural. https://www.icomos.org/fr/

 

Fortaleza Santa Cruz da Barra, RJ. Foto: Victor Hugo Mori, 2012.

Desde 2016, o ICOMOS BRASIL – Comitê Brasileiro do Conselho Internacional de Monumentos e Sítios, vem se reorganizando e criando representações regionais e estaduais, assim como os comitês científicos nacionais. No Brasil cerca de 300 especialistas são filiados ativos, cujo notório saber é reconhecido pelo ICOMOS. Por mais de 40 anos, o ICOMOS BRASIL tem atuado na defesa do patrimônio local, regional, nacional e da humanidade e está representado em vários conselhos culturais em todo o país, como o Conselho do IPHAN, o Conselho Nacional de Incentivo à Cultura – CNIC, entre outros. https://www.icomos.org.br

O ICOMOS participa no desenvolvimento da doutrina, evolução e divulgação de ideias, realiza ações de sensibilização, defesa e educação, congressos internacionais, publicações e elabora normas de intervenção no patrimônio cultural e Cartas Patrimoniais. O ICOMOS Brasil realiza Simpósios Científicos anuais nacionais e internacionais, com apresentação e debate de pesquisas e trabalhos técnicos na área da preservação cultural. https://www.even3.com.br/simposioicomos2020/

 

Seja também membro afiliado ao ICOMOS Brasil!

Envie sua solicitação!

Missão

Mission

Os Comitês Científicos do Icomos/Brasil (CCIBR)  tem como missão "Promover o desenvolvimento do campo científico e prático da conservação patrimonial segundo o tema que aborda."

Os CCIBR deverão seguir os Princípios Eger-X'ian, um documento de trabalho que foi adotado durante a 15ª Assembleia Geral do ICOMOS em 2005, ou seja:"Os Comitês [Científicos] Internacionais (ISC) são os veículos através dos quais o ICOMOS reúne, desenvolve e atende seus membros em todo o mundo de acordo com áreas de interesse especializado. O ICOMOS espera que os ISC estejam no centro da investigação científica e intercâmbio em seus domínios e compartilhar conhecimentos entre eles para promover uma abordagem multidisciplinar à proteção e gestão do patrimônio, em cumprimento aos objetivos do ICOMOS, conforme estabelecido no Artigo 5.b de seus estatutos:

Fortaleza de Santo Amaro da Barra Grande.

“Reunir, estudar e disseminar informações sobre princípios, técnicas e políticas. ”

relacionadas à proteção do patrimônio”.

Os instrumentos de ação dos CCIBR, para cumprir sua missão, serão os seguintes, entre outros:

  • Promoção de reuniões científicas temáticas;

  • Promoção de cursos avançados ou para iniciantes;

  • Publicações científicas e de divulgação;

  • Relatórios sobre o estado de conservação, ou temas pertinentes ao Comitê, de bens patrimoniais do Brasil;

  • Recomendações de normas técnicas e legais específicas;

  • Boletins periódicos;

  • Participação em missões e encontros científicos nacionais e internacionais;

  • Representação do Icomos/Brasil nos correspondentes Comitês Científicos Internacionais do Icomos.

CCBrFort - Comitê Científico Nacional de Fortificações e

Patrimônio Cultural de Origem Militar

 

Antecedentes 

Antecedents

O Comitê Científico Nacional de Fortificações e Patrimônio Cultural de Origem Militar - CCBrFort nasce de uma rede de pesquisadores de reconhecida referência nacional e internacional, ativos há mais de uma década neste campo do conhecimento e em áreas afins. Esta rede encontra no comitê a possibilidade de potencializar sinergicamente suas atividades. Apresentamos a seguir um breve histórico da constituição dessa rede até a data de criação do comitê.  

Como ponto inicial dos encontros dessa rede nesse trajeto podemos apontar o Seminário de Cidades Fortificadas, originado em 2005 no Uruguai, onde ocorreram as cinco primeiras edições (Montevidéu, Colônia do Sacramento e Maldonado), sob a coordenação do Espacio Cultural Al Pie de la Muralla e liderança de Adriana Careaga. Em 2010 teve início a trajetória brasileira desse encontro, primeiramente em Florianópolis, sob coordenação da Coordenadoria das Fortalezas da Ilha de Santa Catarina, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e liderança de Roberto Tonera. As atas desses Seminários estão disponíveis em (https://cidadesfortificadas.ufsc.br/actas-virtuais/). Em 2011, o encontro foi realizado em Bertioga, com a participação da Prefeitura de Bertioga e sob coordenação de Élcio Secomandi. Em 2012, o encontro foi realizado no Rio de Janeiro, sob a coordenação do Coronel José Claudio dos Santos Junior, então membro da Diretoria do Patrimônio Histórico e Cultural do Exército (DPHCEx). Nesse ano foi criada a Rede de Cidades Fortificadas. Em 2014 foi organizado na UFSC um seminário sobre Planos Diretores e Plano de Gestão para fortificações, fortalecendo sinergias e reflexões dentro de uma perspectiva multidimensional e multidisciplinar (https://planodegestaofortes.ufsc.br/programacao). Durante esse percurso alguns membros da rede se reuniram em eventos internacionais promovidos pelo ICOFORT (International Scientific Committee on Fortifications and Military Heritage), estreitando vínculos e colaborações mútuas. Em 2017 foi realizado o Encontro Internacional de Fortificações e Patrimônio Militar ICOFORT RIO 2017,  organizado pelo antigo Laboratório de Tecnologia e Desenvolvimento Social, atualmente, Laboratório Tecnologias, Diálogos e Sítios (LTDS), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), coordenado por Roberto Bartholo e o ICOFORT, representado pela então presidente Milagros Flores Román. Este encontro está disponível em (https://www.icofortbrasil.org/).

Nos dias oito e nove de maio de 2019, durante a realização do 3º Simpósio Científico 2019 do ICOMOS/Brasil, um conjunto de pessoas dessa rede se reuniu na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) visando apresentar a proposta de formação do Comitê Científico Nacional de Fortificações e Patrimônio Cultural de Origem Militar, tendo sido aprovado em assembleia geral.

Plano de Ação 

Work Program

PA 2019/21

 

  • Estimular a integração de grupos de estudos e pesquisas tomando a Carta ICOFORT sobre Fortificações e Patrimônio Relacionado; diretrizes para Proteção, Conservação e Interpretação, como referência.

  • Contribuir para o êxito da candidatura do bem seriado “Conjunto de Fortificações do Brasil” a Patrimônio Mundial.

  • Oferecer assistência a processos de restauração, conservação e educação patrimonial em seu campo de atuação. 

  • Implementar conteúdos por meio das redes sociais.

  • Elaborar uma série de E-books temáticos.

  • Adotar, difundir e valorizar o Banco de Dados Internacional sobre Fortificações (www.fortalezas.org) como plataforma digital de inventário, cadastro, documentação, sistematização, pesquisa, difusão e valorização das fortificações brasileiras e de todo o mundo, estimulando a participação colaborativa.

  • Organizar e realizar o International Congress on Fortifications and Military Heritage - ICOFORT BELÉM 2021 – Challenges and perspectives to the preservation of fortifications and military heritage  Today (Congresso Internacional de Fortificações e Patrimônio Militar - ICOFORT BELÉM 2021 – Desafios e Perspectivas para a Preservação das Fortificações e o Patrimônio Militar Hoje).

Estatuto

Estatute

Em desenvolvimento

Critérios para ingresso no CCBr Fort

Ticket criteria

  • Ser membro do ICOMOS Brasil, seja como pessoa física ou instituição.

  • Manifestar interesse em ingressar no Comitê enviando carta ou ofício para a coordenação do Comitê, com suas motivações e áreas que podem contribuir, anexando currículo.   

  • Ter sua proposta endossada por 3 membros do comitê.

  • Ser aceito, por consulta conduzida pela coordenação, por uma maioria de 2/3 dos membros do Comitê. 

Créditos da Arte Gráfica

Icone CCbr Fort: Vanessa Bello

Site: Vanessa Bello e Luana Montesserrat

  • w-facebook

© 2015 By icomos.br