Estrutura

SECRETARIADO INTERNACIONAL

O Secretariado Internacional se localiza na sede do ICOMOS na Grande Paris. Sob a supervisão de um Diretor Geral, escolhido pelo Presidente, o Secretariado coordena a implementação do programa aprovado pela Assembleia Geral. O Secretariado Internacional é composto por três Departamentos: Administração, Patrimônio Mundial e Documentação.

Mais informações (Inglês)

 

 

ASSEMBLEIA GERAL

A Assembleia Geral é o orgão soberano do ICOMOS. Ela se constitui elegendo seu Presidente, três Vice-Presidentes e um Relator, cujos mandatos têm o tempo de duração das sessões. Ela deve adotar suas próprias regras de procedimento.

A Assembleia Geral é aberta a todos os membros do ICOMOS. Ela deve ser realizada ordinariamente a cada três anos, em data e lugar escolhidos pelo Conselho de Administração, ou em sessão extraordinária, a pedido da maioria dos membros do Conselho de Administração ou de um terço dos membros do ICOMOS. O quorum necessário será de um terço de todos os membros votantes, calculados de acordo com o Artigo 6 (b). Se esse quórum não for atingido, a Assembleia Geral deve ser reunir de novo no mesmo local, 24 horas após; as discussões devem então ser válidas, independentemente do número de membros votantes presentes.

A 18a Assembleia Geral foi realizada em Florença, em Novembro de 2014.

Resultados da 8a Assembleia Geral e Simpósio Científico – Florença – Resultados (inglês)

A última Assembleia Geral Anual e o Comitê Consultivo de 2015 aconteceram de 26 a 29 de Outubro de 2015 in Fukuoka a partir do convite do ICOMOS do Japão. 

Futuras Assembleias Gerais 2016 & 2017 (inglês)

 

 

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

O Conselho de Administração é o orgão de gestão do ICOMOS. É constituído por 20 membros eleitos pela Assembleia Geral: o Presidente, o Secretário Geral, o Tesoureiro, cinco Vice-Presidentes, que compoem a Direção, e 12 membros, mais o Presidente do Comitê Consultivo, e, eventualmente, cinco membros cooptados. Profissionais reconhecidos, eles representam as principais regiões do mundo. O Conselho de Administração prepara o Programa e o orçamento e monitora a sua implementação. Registra o estabelecimento de Comitês Nacionais e Comitês Científicos Internacionais. Entre as sessões do Conselho de Administração, a Direção assegura a implementação do programa.

 

Conselho Administrativo 2017-2020

President: Mr Toshiyuki Kono (Japan)

Secretary General: Mr Peter Phillips (Australia)

Treasurer General: Ms Laura Robinson (South Africa)

Vice Presidents:

Mr Leonardo Castriota (Brazil)
Mr Alpha Diop (Mali)
Mr Rohit Jigyasu (India)
Mr Grellan Rourke (Ireland)
Mr Mario Santana Quintero (Canada)

Membros

Mr Nils Ahlberg (Sweden)
Ms Riin Alatalu (Estonia)
Ms Adriana Careaga (Uruguay)
Ms Zeynep Gül Ünal (Turkey)
Ms Suk Young Han (Korea)
Ms Pamela Jerome (USA)
Mr Jiang Bo (China)
Ms Elena Korka (Greece)
Ms Teresa Patricio (Belgium)
Ms Clara Rellensmann (Germany)
Mr Jean-Christophe Simon (France)
Ms Hatthaya Siriphatthanakun (Thailand)

President of the Advisory Committee: Mr Mikel Landa (Spain)

Vice President of the Advisory Committee: Mr Douglas Comer (USA)

Invited Experts to the Board:

Mr Khalid El Harrouni (Morrocco)
Mr Mohammad Yosof Al-Aidaroos (Saudi Arabia)

Honorary President: Mr Gustavo Araoz (USA)

COMITÊ CONSULTIVO

O Comitê Consultivo é composto pelos Presidentes dos Comitês Nacionais e dos Comitês Científicos Internacionais. A sua função é aconselhar o Conselho de Administração e fazer sugestões e recomendações sobre as prioridades e orientações do programa, incluindo aí a retransmissão das propostas dos comitês nacionais e internacionais

Presidente: John Hurd (Reino Unido)

Vice Presidentes: Virginia Flores Sasso (República Dominicana) e Gisle Jakhelln (Noruega)

Documentos oficiais:

Regras para o Comitê Consultivo (adotado em Paris em 1966, emendado em Dubrovnik em 2001 (inglês)

Princípios Eger-Xi’an (adopeado em 2005, emendado em 2008 (inglês)

 

 

COMITÊS NACIONAIS

Os Comitês Nacionais são organizações que são criadas a nível nacional nos países que são membros da UNESCO. Eles juntam membros individuais e institucionais, oferecendo-lhes um marco para a discussão e a troca de informações. O ICOMOS tem atualmente mais de 110 Comitês Nacionais. Cada Comitê Nacional adota suas próprias regras de procedimento e elabora o seu programa de acordo com os objetivos e fins do ICOMOS. Cada Comitê implementa os programas propostos pelo Comitê Consultivo e pelo Conselho de Administração do ICOMOS.

Os Comitês Nacionais do ICOMOS proporcionam um forum onde pessoas e representantes de instituições ligadas à conservação, salvaguarda, reabilitação e valorização do patrimônio cultural podem se encontrar e intercambiar informação e pontos de vista sobre os princípios e práticas da área.

Os Comitês Nacionais representam os interesses de seus membros, tanto a nível nacional como internacional. Podem empreender atividades específicas por iniciativa própria ou por solicitação de suas administrações públicas.

Os Comitês Nacionais são um canal através do qual especialistas individuais de cada país participam nas atividades internacionais do ICOMOS, incluindo, por exemplo, missões específicas confiadas ao ICOMOS pela UNESCO.

Através dos encontros anuais do Comitê Consultivo, os Comitês Nacionais podem influenciar decisivamente nas prioridades do programa do ICOMOS.

Os Comitês Nacionais podem também se responsabilizar (em estreita cooperação com o Secretariado Internacional em Paris) por uma parte do programa internacional do ICOMOS, que seja de importância particular para aquele país.

Os Comitês Nacionais implementam, em nível local, os programas propostos pelo Comitê Executivo.