cabecalho industrial 2.png

Patrimônio lndustrial

Industrial Heritage

aqui

Conheça os patrimônios industriais listados como Patrimônios da Humanidade UNESCO e Patrimônios Brasileiros

Elementos, Território e Paisagens da lndustrialização

Elements, Territory and Landscape of Industrialization

Conceito de Patrimônio Industrial e Arqueologia Industrial

 A temática do patrimônio industrial tem se configurado como uma recorrente linha de discussão e desenvolvimento de pesquisa nos últimos 15 (quinze) anos, especialmente no Brasil. A preocupação de diferentes pesquisadores e grupos de interesse tem proporcionado a ocorrência de diversos trabalhos nas diferentes instâncias de divulgação e disseminação. Congressos, Simpósios, Encontros e demais eventos no âmbito do patrimônio cultural têm apresentado em sua estrutura de trabalho, pesquisas isoladas ou mesmo mesas de discussão e sessão de comunicações que têm o tema como elemento de ligação as áreas do patrimônio industrial.

Além disso o caráter interdisciplinar do campo, que abarca estudos da arquitetura, história, geografia, arqueologia, antropologia e outras. Essa característica determina ao tema uma ampla possibilidade de pesquisas que abarcam desde as estruturas industriais à memória do trabalho e memória social. Tal perspectiva está descrita no conceito de patrimônio industrial da Carta de Nizhny Tagil.

O patrimônio industrial compreende os vestígios da cultura industrial que possuem valor histórico, tecnológico, social, arquitetônico ou científico. Estes vestígios englobam edifícios e maquinaria, oficinas, fábricas, minas e locais de processamento e de refinação, entrepostos e armazéns, centros de produção, transmissão e utilização de energia, meios de transporte e todas as suas estruturas e infraestruturas, assim como os locais onde se desenvolveram atividades sociais relacionadas com a indústria, tais como habitações, locais de culto ou de educação.

Áreas de Conhecimento (definidas pelo TICCIH)

Campos Primários

(Primary Fields)

Áreas de Conhecimento (definidas pelo TICCIH)

1. Documentação e Registro (Documentation and Recording)

2. Educação e Pesquisa (Education and Research)

3. Conservação Patrimonial (Heritage Conservation)

4. Arqueologia Industrial (Industrial Archaeology)

5. Arquitetura Industrial (Industrial Architecture)

6. Museus Industriais (Industrial Museums)

7. Turismo Industrial (Industrial Tourism)

8. Outros (Other)

Setor Temático Primário

Primary Thematic Sector

1. Agricultura e Produção de Alimentos (Agricultural and Food Production)

2. Pontes (Bridges)

3. Canais (Canals)

4. Química (Chemicals)

5. Comunicações (Communications)

6. Energia e Geração (Energy & Power)

7. Vidro (Glass)

8. Grupos Locais / Globais (Global / Local Group)

9. Hidroelétrico e eletroquímico (Hydro-electricity and electro-chemicals)

10. Ferro e Aço (Iron & Steel)

11. Couro (Leather)

12. Transporte Marítimo (Marine Transport)

13. Engenharia Mecânica (Mechanical Engineering)

14. Metalurgia (Metallurgy)

15. Mineração e Carvoaria (Mining & Colleries)

16. Papel (Paper)

17. Ferrovias (Railways)

18. Têxteis (Textiles)

19. Turismo (Tourism)

20. Água/Hídrico (Water)

21. Madeira (Wood)

22. Arte e Indústria (Art and Industry)

23. Cerâmica e Indústrias Cimenteiras (Ceramic and Heavy Clay Industries)

24. Outros (Others)

Estação Ferroviária de Belo Horizonte, MG.

Foto: Ronaldo Rodrigues

Vila Ferroviária de Paranapiacaba, Santo André - SP. 

Elevador Lacerda, Salvador, Bahia. Foto: R. Rodrigues

Catedral de Brasília, Jurema Regina de Oliveira

Palácio Cruz e Sousa

Cartas, Recomendações, Legislação

Charters, Recommendations, Legislation

1. The TICCIH Nizhny Tagil Charter for the Industrial Heritage (Carta de Nizhny Tagil para o Patrimônio industrial) - https://www.icomos.org/18thapril/2006/nizhny-tagil-charter-e.pdf

2. Joint ICOMOS – TICCIH Principles for the Conservation of Industrial (Princípios Conjuntos ICOMOS – TICCIH para a Conservação de Sítios, Construções, Áreas e Paisagens do Patrimônio Industrial) - https://www.icomos.org/Paris2011/GA2011_ICOMOS_TICCIH_joint_principles_EN_FR_final_20120110.pdf

3. Carta de Campinas – Declaração do GEHT em defesa das construções e instalações utilitárias

29 de janeiro de 1998. https://cordiolli.files.wordpress.com/2011/06/declara-geht-carta-de-campinas.pdf

  • w-facebook

© 2015 By icomos.br