Cabecalho-Logo_CCN_ICOMOS_BR_Fort.png

Fortificações e

Patrimônio Cultural de Origem Militar

Fortifications and Cultural Heritage Military

Banco de Dados lnternacional sobre Fortificações

International Fortification Database

O Banco de Dados Internacional sobre Fortificações (www.fortalezas.org) é uma plataforma digital de inventário, cadastro, documentação, sistematização, pesquisa, difusão e valorização das fortificações brasileiras e de todo o mundo.

O Banco de Dados Internacional sobre Fortificações começou a ser desenvolvido em 2002 pelo Projeto Fortalezas Multimídia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), sob a coordenação do arquiteto Roberto Tonera (hoje atuando na Coordenadoria das Fortalezas da Ilha de Santa Catarina/SeCArte/UFSC) e foi publicada na internet em 2008. Desde então, é a principal ferramenta de pesquisa e divulgação de informações sobre fortificações ao redor do mundo, tendo sido adotada internacionalmente como base de dados de referência pelo ICOMOS/ICOFORT (International Scientific Committee on Fortifications and Milatary Heritage / Comitê Científico Internacional sobre Fortificações e Patrimônio Histórico Militar).

Forte de Copacabana

Patrimônio Mundial UNESCO

UNESCO World Heritage Site

Em 2015 o Brasil incluiu a proposta do bem seriado “Conjunto de Fortificações do Brasil” na Lista Indicativa Brasileira ao Patrimônio Mundial. Desde lá, inúmeros esforços vêm sendo realizados na consolidação da proposta.

O “Conjunto de Fortificações do Brasil” contempla 19 fortificações (componentes), presentes em 10 Estados brasileiros.

São elas:

 

1.           Fortaleza Santo Antônio de Ratones (Florianópolis/SC)

2.           Fortaleza Santa Cruz de Anhatomirim (Governador Celso Ramos/SC)

3.           Fortaleza de Santo Amaro da Barra Grande (Guarujá/SP)

4.           Forte de São João (Bertioga/SP)

5.           Fortaleza Santa Cruz da Barra (Niterói/RJ)

6.           Fortaleza São João (Rio de Janeiro/RJ)

7.           Forte de Nossa Senhora de Monte Serrat (Salvador/BA)

8.           Forte de Santo Antônio da Barra (Salvador/BA)

9.           Forte de Santa Maria (Salvador/BA)

10.         Forte de São Diogo (Salvador/BA)

11.          Forte São Marcelo (Salvador/BA)

12.         Forte de São Tiago das Cinco Pontas (Recife/PE)

13.         Fortes de São João Batista do Brum (Recife/PE)

14.         Fortaleza de Santa Cruz de Itamaracá (Forte Orange) (Itamaracá/PE)

15.         Fortaleza de Santa Catarina (Cabedelo/PB)

16.         Forte dos Reis Magos (Natal/RN)

17.         Fortaleza de São José de Macapá (Macapá/AP)

18.         Forte Real Príncipe da Beira (Costa Marques/RO)

19.         Forte de Coimbra (Corumbá/MS)

 

  

Lista Indicativa Brasileira a Patrimônio Mundial (2015): http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Brazil%20Tentative%20List%202015_pt(reduced).pdf

Forte São Marcelo, em Salvador/BA. Foto: Victor Hugo Mori, 2005.

Conceitos Fortificações e Patrimônio Cultural de Origem Militar

Fortifications and Cultural Heritage Mlitary Concepts

“Desde a pré-história até os tempos modernos, as fortificações têm sido uma necessidade para as comunidades humanas se defenderem. Fortificações também foram integradas às paisagens e terrenos culturais circundantes, e suas respectivas comunidades e assentamentos de várias maneiras. Como essa integração foi alcançada fornece informações importantes sobre as diversas maneiras pelas quais as sociedades desenvolveram fortificações. As fortificações históricas podem incluir uma variedade de formas arquitetônicas, de terraplenagem a estruturas complexas projetadas para fins ofensivos e defensivos. As funções originais desse sistema de fortificação podem continuar a existir ou podem se tornar obsoletas.” (Minuta final da Carta do ICOFORT, 2019 – tradução nossa)  

 

Fortificações e patrimônio cultural de origem militar são aqui entendidos desde uma perspectiva integrada no contexto da paisagem cultural circundante.

Escavações arqueológicas no Forte Orange, Itamaracá/PE.

Acervo Arqeuolog, 2003.

Verbetes do Dicionário IPHAN de Patrimônio Cultural, referentes ao patrimônio militar:   

Armaria

http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Armaria%20Dicion%C3%A1rio%20Iphan.pdf

 

Arquitetura Militar

http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Arquitetura%20Militar%20Dicion%C3%A1rio%20Iphan.pdf

 

Bateria

http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Bateria%20Dicion%C3%A1rio%20Iphan.pdf

 

Casa Forte

http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Casa%20forte%20Dicion%C3%A1rio%20Iphan.pdf

 

Fortaleza

http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Fortaleza%20Dicion%C3%A1rio%20Iphan.pdf

 

Forte

http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Forte%20Dicion%C3%A1rio%20Iphan.pdf

 

Fortificação

http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Fortifica%C3%A7%C3%A3o%20Dicion%C3%A1rio%20Iphan.pdf


Fortim

http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Fortim%20Dicion%C3%A1rio%20Iphan.pdf

 

Praça Forte – Urbanismo Militar

http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Pra%C3%A7a%20forte%20Dicion%C3%A1rio%20Iphan.pdf

 

Reduto

http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Reduto%20Dicion%C3%A1rio%20Iphan.pdf

 

Fonte: Dicionário Iphan de Patrimônio Cultural

Verbetes  por Adler Homero Fonseca de Castro

 

Ficha Técnica

Adler Homero Fonseca de Castro - Graduado em história (UERJ), mestre em História Social (PPGH/UFF), doutor em História Comparada (PPGHC/UFRJ). Pesquisador do IPHAN, do Centro de Pesquisa de História Militar do Exército (CEPHiMEx), sócio do Instituto de Geografia e História Militar do Brasil, conselheiro do Museu de Armas Históricas Ferreira da Cunha (MAHFC) e Curador de Armas portáteis do Museu Militar Conde de Linhares (MMCL).

Cartas, Recomendações, Legislação

Charters, Recommendations, Legislation

Carta ICOFORT sobre Fortificações e Patrimônio Relacionado; diretrizes para Proteção, Conservação e Interpretação

(versão número 4: 5 de setembro de 2019)

Documento de referência, elaborado ao longo de 10 anos, pelos membros do International Scientific Committee on Fortifications and Military Heritage  (ICOFORT), do ICOMOS, que fornece orientações para uma conservação integrada das fortificações e do patrimônio militar no contexto da paisagem cultural circundante.

A necessidade de uma Carta de Fortificações e Patrimônio Militar baseia-se em duas observações que também levaram à formação de um comitê especializado em fortificações e patrimônio militar.

 

• Fortificações e seu patrimônio relacionado têm problemas específicos que são total ou parcialmente distintos de outros tipos de patrimônio.

 

• Fortificações e seus ativos patrimoniais relacionados possuem valores específicos que são total ou parcialmente diferentes daqueles reconhecidos em outros tipos de ativos.

 

A Carta também contribui para a salvaguarda dos valores tangíveis e intangíveis das fortificações e do patrimônio relacionado como “memória” ligada a fatos, pessoas, comunidades e expressões da identidade cultural da história local.

 

https://www.icofort.org/fortificationscharter

 

 

No âmbito da elaboração da candidatura do bem seriado “Conjunto de Fortificações do Brasil”, duas cartas são importantes marcos desse percurso: 

 

Carta do Recife (2017)

http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Carta%20do%20Recife_2017.pdf

 

Carta do Rio de Janeiro (2019)

http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Carta%20do%20Rio%201992.pdf

  • w-facebook

© 2015 By icomos.br