ICOMOS_BR.png

Nota de pesar pelo falecimento de Geraldo Gomes da Silva



Geraldo Gomes da Silva, arquiteto carioca que atuou em Pernambuco, teve um papel decisivo na valorização da arquitetura do Ferro no Brasil. Seus trabalhos em Belém do Pará foram contemporâneos de várias iniciativas de restauro e requalificação dessa arquitetura na década de 1990. A desmontagem, e remontagem do Chalé de Ferro, que foi sede do primeiro curso de arquitetura da Amazônia Brasileira, passando a compor a paisagem na orla do Rio Guamá no Campus da Universidade Federal do Pará, foram de sua responsabilidade. Participaria depois disso do Seminário e do livro resultante: Arquitetura do Ferro Memória e questionamento, indicado ao Prêmio Jabuti em 1992. Apresentou o projeto de revitalização dos equipamentos urbanos em ferro da cidade de Belém contribuindo para uma mudança de padrões e comportamentos em relação a essa arquitetura sendo o Projeto de Revalorização Cromática da Arquitetura do Ferro assumido e conduzido no âmbito da Fundação Cultural do Município de Belém.

O ICOMOS Brasil lamenta a perda de mais um dos importantes profissionais brasileiros da área de patrimônio cultural nesses tempos tão difíceis e se solidariza com seus familiares.

Belo Horizonte, 7 de agosto de 2021

Conselho Deliberativo (ICOMOS-BRASIL)