Publicações

Publications


Ultimos lançamentos

Latest releases


ATIQUE, Fernando. Arquitetura Evanescente: a destruição KÜHL, BEATRIZ M. Preservação do Patrimônio

de edifícios cariocas em perspectiva histórica. Arquitetônico da Industrialização: Problemas

1. ed. São Paulo: EDUSP / FAPESP, 2019. v. 1. 192p . Teóricos de Restauro.

​ 2. ed. Cotia: Ateliê Editorial, 2018. v. 1. 328p .



Livros

Books


ARANTES, ANTONIO. Museu Aberto do Descobrimento. Guia Cultural.. 1. ed. Brasilia e Campinas: IPHAN e Andrade e Arantes Ltda, 2001. v. 1. 147p .

_________. Paisagens paulistanas: transformações do espaço público. 1. ed. Campinas: Unicamp, 2000. 190p .

_________. O espaço da diferença. 1. ed. Campinas: Papirus e UNICAMP, 2000. v. 1. 304p .

ATIQUE, F. Arquitetura Evanescente: a destruição de edifícios cariocas em perspectiva histórica. 1. ed. São Paulo: EDUSP / FAPESP, 2019. v. 1. 192p .

________. Memória Moderna: a trajetória do Edifício Esther. 2a. ed. São Carlos: RiMa, 2013. 384p .

BAROSSI, ANTONIO CARLOS ; KUHL, B. M. ; OKSMAN, S. . O EDIFICIO DA FAUUSP DE VILANOVA ARTIGAS. 1. ed. São Paulo: Editora da Cidade, 2016. v. 1. 208p .

CYMBALISTA, R.; FELDMAN, S.; KÜHL, B.(Orgs.) . Patrimônio cultural: Memória e intervenções urbanas. 1. ed. São Paulo: AnnaBlume / FAPESP, 2017. v. 1. 244p.

FIGUEIREDO, VANESSA. G. B.; SABATÉ BEL, JOAQUIN (Orgs.). Paisagens Culturais Brasileiras. Revista ID – Identidades, especial. Barcelona: UPC – Univ. Politecnica Catalunha, v.6. p. 387 p. ISSN 2014-0614. (Laboratório Internacional de Paisagens Culturais), 2015. Disponível em <https://upcommons.upc.edu/handle/2117/93035>

FIGUEIREDO, VANESSA. G. B.; RODRIGUES, R. (ORGS.). Paranapiacaba: um patrimônio para a humanidade. 1. ed. São Paulo: Marquise, v. 1. 256p, 2014.

FLOÊNCIO, SÔNIA RAMPIM; et al. Educação patrimonial: inventários participativos: manual de aplicação. Brasília: Iphan, 2016. Disponível em: http://bit.ly/2vy1MQ8

_________. Educação Patrimonial: histórico, conceitos e processos. 2 ed. Brasília: Iphan/DAF/Cogedi/Ceduc, 2014. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Educacao_Patrimonial.pdf

KÜHL, BEATRIZ MUGAYAR. Preservação do Patrimônio Arquitetônico da Industrialização: Problemas Teóricos de Restauro. 2. ed. Cotia: Ateliê Editorial, 2018. v. 1. 328p .

________. Gustavo Giovannoni. Textos Escolhidos. 1aR. ed. Cotia: Ateliê Editorial, 2017. v. 1. 208p.

IPHAN. Educação patrimonial: orientações ao professor. 2 imp. – João Pessoa: Superintendência do Iphan na Paraíba, 2011. Disponível em: http://repep.fflch.usp.br/sites/repep.fflch.usp.br/files/Caderno-Tem%C3%A1tico-011.pdf

Nascimento, Flavia B. Blocos de Memórias - habitação social, arquitetura moderna e patrimônio cultural. São Paulo: Edusp, 2017.

OKSMAN, S.; FURLAN, L. A. ; NADALUTTI, L. ; MARINGONI, H. ; PIRES, J. . O MASP DE LINA. 1. ed. SAO PAULO: MASP, 2019. v. 1. 348p .

OLIVEIRA, EDUARDO ROMERO DE. Memória Ferroviária e Cultura do Trabalho: balanços teóricos e metodologias de registros de bens ferroviários numa perspectiva multidisciplinar. 1. ed. São Paulo: Editora UNESP - Selo Cultura Acadêmica, 2019. v. 1. 400p.

REPEP. Estudo de alteração da área envoltória do tombamento do Núcleo Original da Freguesia do Ó. São Paulo: Repep, 2017. Disponível em: http://bit.ly/repepestudO

REPEP. Dossiê do Inventário Participativo Minhocão contra gentrificação. São Paulo, 2019. Disponível em: http://bit.ly/minhocaocontragentrificacao

SCIFONI, S. A Construção do Patrimônio Natural.São Paulo: Edições Labur, 2007.

XAVIER, A.;Scifoni S. Patrimônio Natural - três roteiros em São Paulo. São Paulo: Via das Artes, 2012.


Capitulos de livros

Book Chapters


FIGUEIREDO, Vanessa. G. B. La Villa Obrera de Paranapiacaba, Bresil. In: DOREL-FERRE, Gracia. (Org.). Villages ouvriers et villes-usines à travers le monde, XVIII-XXe siècles. Paris: CRDP, Université Savoi, v. 6, 2016.

_____. Paranapiacaba: Sustainable Preservation of a Cultural Landscape. In: ROCHA, Andreza A. da. (Org.). World Heritage Today: Challenges for Interpretation, Conservation and Development. Berlim: Dr. Köster, v. 1, p. 223-252, 2012.

_____. Instrumentos urbanísticos para Preservação do Patrimônio Cultural. In: IPHAN - Weber Sutti. (Org.). I Forum Nacional do Patrimônio Cultural. Brasilia: IPHAN, v. 01, p. 261-274, 2012.

MENEGUELLO, C.; RUBINO, S. B. . A questão do patrimônio industrial no Brasil - em busca de uma tipologia. In: Miguel Ángel Álvarez Areces; Jorge D. Tartarini. (Org.). Testimonio de la memoria del trabajo y la produción. 1eded.Buenos Aires/Gijón: INCUNA/AySA, 2008, v. 1, p. 119-134.

SCIFONI, S. Para repensar a Educação Patrimonial. In: PINHEIRO, Adson R.. (Org.). Cadernos de Educação Patrimonial. 1ed.Fortaleza: Prefeitura Municipal de Fortaleza, 2014, v. 1, p. 187-198. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/uploads/publicacao/EduPat_Cadernos_do_patrimonio_educacao_patrimonial_volI(3).pdf

_______. Educação e patrimônio cultural: reflexões sobre o tema. In: Átila Bezerra Tolentino. (Org.). Educação Patrimonial. Reflexões e práticas. 1ed.: , 2012, v. 1, p. 30-37. Disponível em: https://issuu.com/daniellalira/docs/caderno_tem_tico_02_-_baixa_resolu__o?viewMode=doublePage

TOLENTINO, Átila. O que não é educação patrimonial: cinco falácias sobre seu conceito e sua prática. In: IPHAN. Educação patrimonial: políticas, relações de poder e ações afirmativas, Caderno Temático nº 5, João Pessoa: Iphan-PB; Casa do Patrimônio da Paraíba, 2016. p. 38-48. https://www.academia.edu/30399303/O_que_n%C3%A3o_%C3%A9_educa%C3%A7%C3%A3o_patrimonial_cinco_fal%C3%A1cias_sobre_seu_conceito_e_sua_pr%C3%A1tica


Artigos

Articles


ARANTES, ANTONIO. Safeguarding?, a key dispositif of the ICH convention. VIBRANT (FLORIANÓPOLIS), v. 16, p. 1-16, 2019.

_______. Oportunidades globais para o patrimônio imaterial. REVISTA DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL, v. 36, p. 53-60, 2018.

_______.Diversidade: o principal patrimônio cultural da humanidade. Óculo, v. 2, p. 14-20, 2018. _______. O patrimônio cultural e seus usos: a dimensão urbana. Revista Habitus. Goiânia, v.4, n.1, p.425-435, jan/jun. 2006. Disponível em: http://dx.doi.org/10.18224/hab.v4.1.2006.425-435

ARANTES, A. A.; FERIANI, D. ; ANTUNES, G. ; CARNEIRO, J. . De peito aberto. Trânsitos entre o rural e o urbano, a academia e o ?mundo lá fora?, o campo e a escrita, o texto e a imagem. Entrevista com Antonio Arantes. PROA: Revista de Antropologia e Arte, v. 2, p. 238, 2017.

ARANTES, A. A.; RAMASSOTE, R. ; MORAIS, S. S. . Trajetória e Desafios do Inventário Nacional de Referências Culturais (INRC): entrevista com Antonio Arantes.. Revista CPC (USP), v. 20, p. 221-260-260, 2015.

ATIQUE, FERNANDO. A midiatização da (não) preservação: reflexões metodológicas sobre sociedade, periodismo e internet a propósito da demolição do Palácio Monroe. Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, v. 24, p. 149-175, 2016.

________.. O Edifício Imigrante. Revista de História da Biblioteca Nacional, v. 8, p. 74-79, 2013.

________.. Descortinando outra face do patrimônio rural paulista. Resenha do livro de Eduardo Carlos Pereira. Revista CPC (USP), v. 5, p. 1-5, 2007.

________.. Ensinando a Morar: o Edifício Esther e os embates pela habitação vertical em São Paulo. Risco (São Carlos), São Carlos, v. 1, p. 1-20, 2005.

ATIQUE, F.; SILVA, G. B. S. M. ; DIAS, M. A. S. . Urbanização, Transformações Espaciais e Pressupostos para Leitura Patrimonial em Guarulhos. Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia - MAE, v. 1, p. 115-150, 2016.

ATIQUE, F.; DELBOUX, R. M. M. . Roberto Burle Marx: a caminho da sacralidade?. Pós: Revista do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da FAUUSP, v. 23, p. 206-212, 2016.

ATIQUE, F.; CAMPOS, CRISTINA DE. . "Traços de açúcar": a Fazenda Pinhal e sua vinculação ao Ciclo Açucareiro Paulista, 1815-1854. Leopoldianum (UNISANTOS), v. n92/93, p. 21-31, 2008.

CACHIONI, M.; KÜHL,B. Engenho central de Piracicaba: recuperação da memória arquitetônica a partir da arqueologia industrial. Brazilian Journal of Development, v. 6, p. 7911-7929, 2019.

CARDOSO, LETICIA P. ; OLIVEIRA, E. Expresso Turístico Luz-Jundiaí: Análise sobre o perfil do visitante e a atratividade do trem turístico. Caderno de Estudos e Pesquisas do Turismo, v. 6, p. 111-129, 2017.

COSTA, L. F. C. ; TOGNON, M. ; SCARPELINE, R. . O Patrimônio Arquivístico das antigas Fazendas Paulistas. Patrimônio e Memória (UNESP), v. 5, p. 107-122, 2011.

FERLA, L. ; JORGE, Janes ; ATIQUE, F. ; SANTOS, F. A. ; at alli . A enchente de 1929 na cidade de São Paulo: memória, história e novas abordagens de pesquisa. Revista do Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro, v. 1, p. 149-166, 2014.

FIGUEIREDO, Vanessa G. B. Reflexiones: conservación integrada, compartida y participativa del paisaje cultural. El caso de Paranapiacaba. Revista PH - Instituto Andaluz del Patrimonio Historico, v. 87, p. 170-191, 2015. Disponível em <www.iaph.es/revistaph/index.php/revistaph/article/view/.../3600>

_____. Patrimônio cultural, cidade, sustentabilidade: qual o papel da legislação urbanística na preservação e no desenvolvimento? Ambiente & Sociedade (Online), v. 17, p. 91-110, 2014. Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-753X2014000200007&script=sci_abstract&tlng=pt>

_____. Gestão sustentável da paisagem cultural: legados e lições da experiência de Paranapiacaba. Revista CPC (USP), v. 18, p. 29-55, 2014. Disponível em <https://www.revistas.usp.br/cpc/article/download/74963/pdf_13/>

_____. Patrimônio, Cidade e Política Urbana: hiatos e equívocos na legislação urbanística de São Paulo. Arquitextos (São Paulo), v. 168, p. 03-20, 2014. Disponível em <http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/14.168/5219>

_____. O patrimônio e as paisagens: novos conceitos para velhas concepções? Revista Paisagem e Ambiente, no. 32. FAU USP, 2013. Disponível em <http://www.revistas.usp.br/paam/article/view/88124>

FONSECA, Maria Cecília Londres. Referências Culturais: base para novas políticas de patrimônio.In: IPHAN. Inventário Nacional de Referências Culturais: manual de aplicação. Brasília: IPHAN, 2000, p. 11-21. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/portal/baixaFcdAnexo.do?id=3415I

Gomes, Andreza Velasco ; OLIVEIRA, Eduardo Romero de . Acervos e Ferrovias: preservação do patrimônio documental ferroviário paulista. Revista Restauro - Arte, Museu, Arquitetura e Cidade, v. 3, p. 1-6, 2019.

KÜHL, Beatriz Mugayar. Dossiê: O reconhecimento dos bens culturais: método, inventários e repercussões normativas. Revista CPC (USP), v. 21, p. 6-13, 2016.

________. Desconstruindo os preconceitos contra a restauração. Revista Restauro, v. 1, p. 1-9, 2016.

________. Paul Philippot, o restauro arquitetônico no Brasil e o tempo. Conversaciones, v. 1, p. 53-64, 2015.

_______. Critérios e multidisciplinaridade na preservação do patrimônio industrial. Taipa. Revista do Museu da Cidade de Curitiba, v. 1, p. 6-17, 2012.

________. A expansão ferroviária em São Paulo (Brasil) e problemas para a preservação de seu patrimônio. TST Transportes, Servicios y Telecomunicaciones, v. 23, p. 166-197, 2012.

_______. Patrimônio industrial: algumas questões em aberto. Arq.Urb, v. 3, p. 23-30, 2010.

_______. Notas sobre a Carta de Veneza. Anais do Museu Paulista (Impresso), v. 18, p. 193-227, 2010.

_______. A restauração como campo disciplinar autônomo. Anais do Museu Histórico Nacional, v. 40, p. 351-373, 2008.

_______. Restauração hoje: método, projeto e criatividade. Desígnio (São Paulo), v. 6, p. 19-34, 2007.

_______. Cesare Brandi e a teoria da restauração. Pós. Revista do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da FAUUSP, v. 21, p. 198-211, 2007.

MENEGUELLO, C.; BORGES, V. T. Patrimônio, memória e reparação: a preservação dos lugares destinados à hanseníase no estado de São Paulo. PATRIMÔNIO E MEMÓRIA (UNESP), v. 14, p. 345, 2018.

MENEGUELLO, CRISTINA. Das ruas para os museus: a paisagem sonora como memória, registro e criação. MÉTIS: HISTÓRIA & CULTURA, v. 16, p. 22-42, 2017. MORAES, E.H. ; OLIVEIRA, E. O Patrimônio Ferroviário nos Tombamentos do Estado de São Paulo. Revista Memória em Rede, v. 9, p. 18-42, 2017.

NASCIMENTO, F. ; SCIFONI, S. Condephaat 50 anos. REVISTA CPC (USP), v. 13, p. 5-19, 2019.

NITO, Mariana Kimie S. ; SCIFONI S., Ativismo urbano e patrimônio cultural. ARQ.URB, v. 1, p. 1, 2018. Disponivel em: https://revistaarqurb.com.br/arqurb/article/view/40/37

NITO, Mariana Kimie S. ; SCIFONI, S. O patrimônio contra a gentrificação: a experiência do Inventário Participativo de Referências Culturais do Minhocão. Revista do Centro de Pesquisa e Formação, v. 5, p. 38-49, 2017. Disponivel em: https://www.sescsp.org.br/files/artigo/e41e4678/e25f/4759/adf4/75827c81fcbb.pdf

NITO, M. K.; SANTOS, G. R. . Territórios Educativos: Diálogos entre cidade, escolas e museus. In: Simpósio Científico do ICOMOS-BRASIL, 2018, Belo Horizonte. Anais do II Simpósio Científico 2018 - Icomos Brasil. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2018. v. 2. p. 5946-5973. Disponível em: https://drive.google.com/drive/folders/108yLgsUaACVnaP2zK5EyiGLXjtwTKaoS

OLIVEIRA, Eduardo R. O Patrimônio do Transporte Ferroviário no Brasil: Contribuições da Arqueologia Industrial ao Registro e Preservação do Sistema Ferroviário. Revista de Arqueologia Americana, v. 36, p. 45-84, 2019.

_________. A cultura industrial como herança: questões sobre o reconhecimento de um patrimônio da industrialização -tardia- no Brasil. OCULUM ENSAIOS (PUCCAMP), v. 14, p. 311-330, 2017.

OLIVEIRA, EDUARDO R. ; CORRÊA, L.M. . História e Patrimônio Industrial (Apresentação do Dossiê). FACES DA HISTÓRIA, v. 4, p. 4-6, 2017.

RUFINONI, M. R.. Do edifício ao território: o patrimônio urbano industrial na trajetória do Condephaat (1968-2018). ARQ.URB, v. 26, p. 44-60, 2019.

________. O direito à cidade e o direito ao patrimônio urbano. REVISTA RESTAURO (impressa), v. 1, p. 74-79, 2019.

________. O registro e a documentação do patrimônio industrial no Brás e na Mooca. REVISTA CPC (USP), v. 21, p. 219-243, 2016.

SCIFONI, SIMONE. Conhecer para preservar: uma ideia fora do tempo. REVISTA CPC (USP), v. 14, p. 14-31, 2019. Disponível em:

http://www.revistas.usp.br/cpc/article/view/157388

_________. Desafios para uma nova educação patrimonial. Revista Teias, v. 18, p. 5-16, 2017. https://doi.org/10.12957/teias.2017.25231

SILVA, T.M.; OLIVEIRA, EDUARDO R. . Oficinas e depósitos ferroviários: identificação e análise de algumas companhias férreas paulistas (1867-1930). PÓS. REVISTA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO DA FAUUSP, v. 26, p. e145345, 2019.

TOGNON, Marcos. O desenho e a história da técnica na arquitetura do Brasil colonial. Varia História (UFMG. Impresso), v. 27, p. 547-556, 2011.


Teses e dissertações

Theses and Dissertations


FARAH, ANA P. Restauro Arquitetônico: a formação do arquiteto-urbanista no Brasil para preservação do patrimônio edificado - o caso das escolas do Estado de São Paulo, São Paulo: USP, 2012.

FIGUEIREDO, VANESSA. G. B. Da Tutela dos Monumentos à Gestão Sustentável das Paisagens Culturais: inspirações para uma nova política de preservação do patrimônio cultural no Brasil (Tese de Doutoramento). São Paulo: FAU USP, 2014. Disponível em <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/16/16139/tde-14082014-134950/pt-br.php>

  • w-facebook

© 2015 By icomos.br